quarta-feira, 26 de março de 2014

"A Bruxa De Blair" Pode Ganhar Nova Sequência

O filme "A Bruxa de Blair" foi lançado há quase quinze anos. A produção foi um grande sucesso, arrecadando quase 250 milhões de dólares, com seu formato de gravação caseira, feito com câmera de mão, em que os atores usavam os próprios nomes no longa.

O filme ganhou uma sequência não tão bem sucedida em 2000, mas agora pode ganhar uma nova parte para tentar resgatar a história.

O diretor do filme original Eduardo Sanchéz contou ao site Movies.com que tem vontade de voltar à história original, junto com o co-diretor Daniel Myrick, mas que a produção de um terceiro longa depende do estúdio Lionsgate:

“Lionsgate possui os direitos da franquia, por isso essa decisão é deles agora. Estamos conversando com o estúdio durante os últimos quatro ou cinco anos para fazer o filme, mas não há nada, nenhum plano deles. Mas talvez apenas por eu estar trabalhando de volta com a Lionsgate vai ajudar a avançar os planos de um novo filme de ‘A Bruxa de Blair’”.

Quando o diretor diz sobre voltar a trabalhar com o estúdio, ele se refere ao seu último filme, “Exists”, sobre um grupo de jovens que se vê encurralado em uma floresta por causa do Pé-Grande, que será lançado pela Lionsgate.

Sanchéz também falou que a nova sequência seguiria o clima e a trama do filme original, mas não teria o mesmo formato de “found-footage” (gravação com câmeras de mão “encontrada”).


“Nós nunca imaginamos fazer outro ‘Blair’ com gravação caseira. Nosso plano para a sequência é definitivamente não ter nesse estilo. Levou um tempo para as pessoas descobrirem o que Blair tinha feito. O filme era tão experimental, foi uma surpresa, as pessoas não sabiam o que pensar sobre isso e não tínhamos certeza se esse estilo pode ser repetido.”

O estilo de gravação “caseira” de “A Bruxa de Blair” foi um grande marco nas tramas de terror e suspense. O formato simples do filme, que trabalhava muito com sons e com o que o telespectador não via, inspirou muitos outros filmes que vieram em seguida, como “Cloverfield”, “REC” e “Atividade Paranormal”.

A sequência lançada em 2000, com o título de “O Livros das Sombras”, não possuía o mesmo estilo e foi um fracasso, com uma bilheteria de apenas 48 milhões de dólares. Esse segundo filme não foi dirigido pelos criadores da história, que já declararam em 2011, que a sequência mostra um mundo fora do filme original, mas que o terceiro filme deveria retornar para esse universo criado em 1999.
Fonte: Papel Pop

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário.
Por favor, não use palavras de baixo calão, caso contrário seu comentário será excluído. Ok?

Euzi Pink

Marcadores

Quem sou eu

Minha foto

Posso não ser a mais forte ou a mais inteligente nem a mais bonita e nem a mais legal ...
Mas sou forte o suficiente para lutar.
Inteligente o bastante para aprender .
Legal a altura de não ser chata.
E bonita ao ponto de não ser feia!