quarta-feira, 3 de abril de 2013

Tempos de Colegial Cap. 75

Beto: - E se ela não aceitar?
Eu: - Duh! É claro que ela vai aceitar, eu já tinha convidado. Você é bem lentinho hein! Desculpa, desculpa, desculpa! Eu já tinha parado de insultar os outros. Me desculpa.
Beto: - Tudo bem, eu já estou acostumado.
Eu: - Então você a busca na casa dela. Anota aí o endereço, e não se atrase. Ela não gosta de esperar. Por favor não a faça esperar.
Beto: ­- Não se preocupe com isso, também detesto esperar.
Eu: - Agora já vou indo, tá perto de começar a aula. Não esquece de ligar. Tchauzinho!
Beto: - Tchau!
Fui, literalmente, correndo contar para Márcia a conversa que tive com Beto. Ainda bem que a escola não é tão grande!
Eu: - Meninas eu falei com o Beto.
Márcia: - E então?
Eu: - Não precisei falar muito, só disse que Kássio e eu te convidamos pra sair conosco, com a Dulce e o Eduardo e que você ia sozinha... Ele quer te pedir em namoro. Não vai recusar, hein!
Márcia: - Não se preocupe, dessa vez eu não vou fazer bobagem. Mas quem convidou a gente para sair foi a Andreia. O Kássio sabe disso?
Eu: - Ainda não, mas ele me ama e tenho certeza que se eu pedir ele vai conosco.
Kássio: - Ele quem?
Eu: - Então, meu amor, as meninas convidaram a gente, você e eu, para irmos ao novo karaokê que abriu perto da casa da Andy. Nós vamos, não é? Diz que sim, por favor! Por favor! Por favor! Por mim vai!
Kássio: - Ok, mas a gente não vai demorar.
Eu: - Why not?
Kássio: - Tenho que trabalhar amanhã cedo e preciso estar descansado.
Eu: - Mas depois de amanhã é domingo! Quem trabalha no domingo?
Kássio: - Eu trabalho, amor.
Eu: - Você não pode faltar?
Kássio: - Não, eu não posso. Por que não deixamos o karaokê para o domingo à noite?
Eu: - Tudo bem. Vou dizer às meninas que nós não vamos.
Kássio: - Amor eu não disse que não podemos ir. Eu disse que não podemos demorar.
Eu: - Se é para sair cedo, prefiro não ir.
Kássio: - Se você quiser, pode ir sem mim. Não vejo problema algum.
Eu: - Muito bonito, minhas amigas acompanhadas e eu sozinha! Se eu quisesse sair desacompanhada continuaria solteira. Você é meu namorado. Quero sair com você.
Kássio: - Antes você gostava de ficar com suas amigas. O que mudou?
Eu: - E você ainda pergunta?! Uma delas tentou tirar você de mim. Acha isso pouco?
Kássio: - Sinto muito, mas não posso ir desta vez.
Eu: - Está tudo bem? Você nunca se recusou a sair comigo.
Kássio: - Está tudo bem, querida. Só que eu preciso trabalhar.
Eu: - Amor, você não precisa trabalhar. Seu pai é rico, esqueceu?
Kássio: - Eu não esqueci, e ele faz questão de me lembrar isso.
Eu: - Amore eu te conheço e tem alguma coisa te incomodando. Pode me contar, eu juro que vou entender.
Kássio: - Meu pai não quer que eu namore você.
Eu: - Isso eu já sei, amore.
Kássio: - Eu saí de casa e preciso desse emprego para me sustentar.
Eu: - Você saiu de casa por mim?
Kássio: - Em tese.
Eu: - E eu sendo ingrata com você. Por que não me disse antes? Eu poderia ter falado com a minha mãe para você ficar lá em casa.
Kássio: - Até parece que a sua mãe ia deixar a gente morar sob o mesmo teto!
Eu: - Ia sim! Ela mudou, sabia? Se você quiser posso falar com ela.
Kássio: - Não quero que você se indisponha com a sua mãe por minha causa.
Eu: - Já fiz isso. Lembra?
Kássio: - Agora é diferente.
A aula acabou e fomos para casa. Fiquei com aquela história na mente. Por mais que o Kássio não quisesse, eu estava disposta a falar com a mamãe sobre ele ir morar lá e casa. Para surpresa minha, ela deixou!

CONTINUA...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário.
Por favor, não use palavras de baixo calão, caso contrário seu comentário será excluído. Ok?

Euzi Pink

Marcadores

Quem sou eu

Minha foto

Posso não ser a mais forte ou a mais inteligente nem a mais bonita e nem a mais legal ...
Mas sou forte o suficiente para lutar.
Inteligente o bastante para aprender .
Legal a altura de não ser chata.
E bonita ao ponto de não ser feia!

Arquivo do blog